quinta-feira, 3 de julho de 2008

E quero que vocês venham comigo,

Ela reconhecia-se jovem e, realmente o era. Sabia que muito, ou quase tudo, ainda estava para conhecer: amigos, amores, colegas. Ansiedade nunca fora uma de suas características marcantes. Mas o mundo, hoje, mostrava-se tão grande diante de si, que era impossível não ansiar pelo futuro. Havia lido, dia desses, que a ansiedade manifestava-se em outro blog num rápido piscar de olhos. Desejava que a sua transbordasse de alguma forma, para que pudesse extravasar e quem sabe, diminuir. Mas aqui, ela parecia paralisar. E pensando nisso, via até com certa alegria o “lentificar” dos gestos, dos pensamentos e das conversas. Talvez assim, fosse possível contornar justamente aquilo que lhe provocara tal inquietação. Esse mesmo mundo, definido como grande demais, era também rápido demais. Conhecia e desconhecia pessoas a todo o momento. Não havia tempo, nem oportunidade, para solidificar como desejava as relações com cada um que considerava especial. E assim assistia, com o coração apertado, se distanciarem grandes amizades, se desfazerem amores belíssimos e se enfraquecerem parcerias incríveis. Descobriu então, que todo o seu amor desdobrava-se em saudade e queria oferecer, para cada um que se afastasse, o que de melhor possuía. E queria ter a sorte de encontrar aqueles, e aquele, que ficariam para sempre em sua vida.

2 comentários:

Patrícia Ferraz disse...

É assim comigo tb. Essa sensação de querer trocar mais, doar mais e até receber. A gente enxerga o potencial nas relações, nas pessoas, mas uma conjuntura inexplicável às vezes trata de nos afastar do objetivo. Profissionais de RH dizem que é questão de PRIORIDADE. O problema é quando a gente sente que é preciro priorizar muita coisa...
Não queira piscar à metade! Arde o olho, moça!
Respondi ao seu comentário lá!
Grande abraço!

Neider disse...

Nossa Lu, suas palavras fizeram as minhas nesse texto...Como vc escreve bem! de forma impessoal e ao msmo tempo expressando seus sentimentos para com o próximo de forma bem clara, me fez passar um filme no momento em que lia. Essa característica presente em vc de amor e solidariedade é muito importante para sua vida.
Agora não tenho mais dúvida do potencial dessa poetiza...continue assim!